Estratégia SEO para sua empresa

Como criar uma estratégia SEO para sua empresa

Eficiência na criação de uma estratégia SEO é a diferença entre sucesso e fracasso. Se você não sabe o que está fazendo, então é melhor parar e pesquisar antes de continuar e errar.

Para tirar suas dúvidas e facilitar o desenvolvimento de sua estratégia SEO, criamos essa lista detalhada de tudo que você precisa saber para conquistar o Google e, consequentemente, a sua audiência.

A lista vai de pontos gerais como uso de Keywords até detalhes que profissionais possam ter dúvidas, como quantas vezes você deve usar links externos no seu post. Tudo isso de forma simples e descontraída para que novatos também possam entender sem muito esforço.

Primeiramente explicaremos alguns conceitos básicos sobre SEO e depois avançaremos em tópicos mais precisos. Vamos começar?

estratégia SEO

O que é SEO?

Para entender o que é SEO precisamos começar pela sigla. SEO significa Search Engine Optimization, que quer dizer otimização de motores de busca. Essa atividade também é conhecida como otimização de sites, o que é uma simplificação bem honesta da realidade.

SEO é melhorar um site para que este obtenha mais sucesso em buscadores de Internet. Seja o conteúdo feito para vender um produto, serviço ou mesmo propagar uma opinião, SEO serve para facilitar que o publico alvo encontre este conteúdo.

Ainda não está claro? Então vamos desfazer esse nó para você.

A prática é responsável por aumentar o número de pessoas que encontram seu site através de serviços como Google e Bing, subindo o site no ranking dos buscadores de Internet.

Este objetivo é alcançado através de técnicas que focam em como os motores de busca indexam os sites, seja por conteúdo estrutural do site ou como o texto e medias são distribuídos em um post.

Por que eu preciso de SEO para conseguir mais clientes?

Foi-se o tempo em que uma empresa dependia apenas de anúncios em revistas e referências de clientes satisfeitos. Esses fatores ainda importam, mas nada supera o poder do Google de levar milhares até seu site e, por extensão, seus serviços e produtos.

Google Adwords, Facebook Ads e outros vêm recebendo cada vez mais dinheiro das grandes e pequenas empresas para direcionar pessoas para seus sites. Mas isso quer dizer que você precisa investir pesado também? Não é bem assim.

Com as práticas de SEO aplicadas de maneira correta você pode obter resultados iguais ou até superiores a empresas que gastam uma fortuna em propaganda. Não que investir em propaganda online não renda, mas quando é grátis é bem melhor.

Estratégia SEO bem-feita = mais clientes para sua empresa

Como fazer uma estratégia SEO?

Como já foi dito neste texto, SEO é um conjunto de técnicas. Certo? Já  uma estratégia SEO é como você planeia usar essas técnicas. Ok? Então vamos lá.

Como cada caso precisa de uma solução específica e não é possível colocar todas neste post, cada tópico terá dicas de qual é o caso onde determinada técnica é melhor e, se não houver essa informação, você deve considerar que a técnica é aconselhável em todos os casos.

Agora vamos responder suas dúvidas uma por uma.

  1. O que é autoridade do domínio?

O domínio ideal pode ser o que separa o sucesso do fracasso.

Supondo que você ainda nem tem um site para sua empresa, duas coisas são extremamente importantes quando se trata da escolha de endereços:

  1. Relevância do nome no seu nicho de mercado.
  2. Terminação do endereço que passe segurança ao cliente.

Se você conseguir registrar um endereço para seu site que represente algo para o cliente, como, por exemplo: nomedonicho.com.

Nem sempre essa é a melhor opção para seu negócio, mas mantenha em mente que endereços que seguem esse modelo tendem a ter mais autoridade no Google. Cada caso tem que ser analisado individualmente.

Em relação ao segundo ponto, mesmo que você use ferramentas como Google Search Console para registar  que seu conteúdo é voltado para clientes de um determinado país, um endereço nacional é sempre melhor.

Um endereço com a terminação .com.br faz um serviço duplo: reforça para o Google e outros buscadores da nacionalidade do seu site e dá mais autoridade para com os clientes, pois domínios nacionais são mais seguros.

Domínios internacionais podem ser feitos em qualquer lugar do mundo e até por indivíduos com a intenção de tirar vantagem dos usuários. Domínios nacionais são sempre preferíveis para negócios focados em um país.

  1. O que é Indexação de site?

A indexação do seu site pode ocorrer de duas maneiras básicas. Uma é pelo cadastro manual do seu site e a outra pelo processo “natural” dos bots do Google que vasculham a Internet procurando conteúdo.

Ambas as formas são essenciais, até porque o Search Console do Google pede informações mais específicas sobre o conteúdo que os bots não conseguiriam, enquanto os bots são responsáveis por indexação de cada um de seus posts.

Uma coisa que você deve ficar atento é que mudanças no título do site e nos títulos e endereços dos posts são um problema enorme para sua estratégia SEO. Lembrando disso, é bom planejar bem qual vai ser o título do seu blog para não ficar mudando de vez em quando. Ok?

  1. O que são Keywords e como posso usá-las?

Uma Keyword é uma palavra-chave que define o conteúdo para os buscadores de Internet. Essa palavra-chave pode ser uma ou várias palavras formando algo que alguém possa procurar numa pesquisa online. São como etiquetas que servem para avisar do que se trata um conteúdo.

Keywords também são essenciais para os buscadores porque facilitam o rankeamento de links nas pesquisas.

Deu para entender? Então vamos em frente.

Como achar a keyword perfeita?

Primeiramente você deve saber o que as pessoas estão pesquisando para criar conteúdo para esse público. Coloque-se no lugar da sua audiência e imagine como eles usam buscadores de Internet para achar o que precisam.

Uma boa ferramenta para isso é o SEMrush. O site informa detalhes como número de pesquisa de cada palavra-chave e ainda sugere palavras relacionadas. Vale a pena dar uma olhada.

Outro fator bem importante é o tipo de keyword que é melhor para sua estratégia SEO. A seguir explicaremos os dois tipos de keyword que você pode usar para atrair clientes.

Long Tail Keyword

Uma boa maneira de crescer com um site novo é investindo na produção de conteúdo com palavras-chave long tail. Esse tipo de keyword tem acima de três palavras, por exemplo: Marketing digital para iniciantes ou melhores hotéis 5 estrelas em Berlim.

Esse tipo de Keyword tem uma menor competitividade em relação as short tail. Essa característica é devida ao número de pessoas que pesquisam por elas ser menor devido a sua especificidade.

Apesar disso, esse tipo é o melhor para iniciantes, pois estes precisam desenvolver a autoridade do site e, até conseguirem, o Google não vai colocá-los nos resultados de termos mais procurados.

A saída é investir nas long tail pois estas têm bem menos concorrência, mas, em alguns casos, tem usuários mais motivados pois já sabem o que querem.

Short Tail Keyword

As short tail são as palavras-chave mais desejadas porque são as mais curtas e “poderosas”.

Se seu site é o primeiro lugar em pesquisas como “marketing” ou “cotação do dólar” você está numa posição invejável. Essa situação deve render-lhe bastante, mas não fique parado. Você deve ficar de olho do ranking e manter a qualidade do seu site como um todo.

Se você não tomar cuidado, outro tomará seu lugar.

O ideal é ganhar autoridade usando long tails keywords para ganhar autoridade e depois investir em short tail keywords.

Milagres acontecem e alguns iniciantes conseguem rankear bem em short tails, mas, estatisticamente, o mais provável é que você não conseguirá.

Quantas keywords devo usar?

Não existe um máximo, mas se você exagerar o resultado não vai ser muito legível, não é mesmo? Especialmente porque Keywords normalmente são bem explicativas e o texto poderia ficar “robótico”.

O ideal é no mínimo uma—por uma questão prática—e no máximo três – pelo mesmo motivo. Organizar três keywords num texto pode ser um tanto cansativo, principalmente em textos longos.

  1. O que é metadescrição?

Metadescrição é a definição que você cria para seu post para que este seja mais atrativo para quem está pesquisando. Ela é um resumo do assunto do post escrito de forma a incitar curiosidade no leitor.

Imagine que você tem apenas 320 caracteres para “vender” o seu conteúdo. Use bem este espaço e não esqueça de inserir sua keyword.

Mas onde encontro a metadescrição dos sites?

Quando você faz uma pesquisa no Google você nota que abaixo do título existe um pequeno texto falando sobre o post. Aquela é a metadescrição. Um dos fatores mais importantes para levar o possível cliente da busca até seu site.

  1. Como content marketing pode ajudar minha estratégia SEO?

Entender sobre content marketing (marketing de conteúdo), nem que seja de forma básica, é essencial para sua estratégia SEO.

“Marketing de Conteúdo é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso”, Marketingdeconteudo.com.

SEO é uma técnica praticamente obrigatória para quem trabalha com content marketing. Isso também é uma realidade para qualquer atividade de marketing que tem a Internet como ferramenta para atrair clientes. Search Engine Optimization é indispensável.

Conheça agora algumas das melhores práticas do marketing de conteúdo que vão ajudar na sua estratégia SEO.

Calendário editorial

Um calendário editorial serve para você saber em que dias deve postar conteúdos no seu site. Mas será que isso faz alguma diferença na minha estratégia SEO?

Você tem dois motivos para ter um calendário para organizar suas postagens, que são:

  1. Fidelizar leitores

Não basta apenas depender do Google, é preciso ter leitores fieis. Quando o leitor entra em seu site e não acha conteúdo novo, ele pode desistir do seu site. Por isso é importante “mimar” o cliente e produzir posts novos com uma certa constância.

  1. Manter o Google atento as suas postagens.

Se o Google sabe que todo dia tem conteúdo novo no seu site, todos os dias o Google enviará seus bots para verificar seu novo conteúdo.

Se for toda semana, o blog terá a mesma frequência ou próximo a isso, já que os bots não são perfeitos.

O que é garantido é que se você postar conteúdo com muito tempo de diferença o resultado será uma indexação extremamente lenta, o que pode prejudicar sua estratégia SEO.

Geração de pauta

Para criar uma pauta interessante é necessário colocar-se no lugar do leitor. Imagine o que o leitor precisa e o que ele vai ter interesse em ler.

A informação tem que ter um benefício ou o leitor não vai perder tempo com seu conteúdo. Se você conhece o assunto, procure escrever sobre a resolução de um problema ou responda uma dúvida sobre o assunto.

Crie a pauta para satisfazer a persona, não para satisfazer você.

Uma pauta é formada por:

  • Título;
  • Keyword;
  • Persona;
  • Estagio do funil de vendas;
  • Resumo do post;
  • Call to action;
  • Referências para o conteúdo.

Estes itens são fundamentais para que seu planeamento tenha resultados positivos!

Considere contratar um redator de conteúdo, também conhecido como redator web, para seu site ou blog. Caso você não tenha o orçamento, ou seja, um bom escritor, aprenda como formatar o conteúdo com técnicas de SEO e faça o serviço você mesmo.

Pronto para aprender a formatar?

Formatação de conteúdo

Preparamos este checklist para você criar um post completo para o leitor e bem estruturado para o Google.

Na hora de escrever um texto que ajude sua estratégia SEO você deve:

Título e Introdução

  • O título tem que deixar as pessoas curiosas e, ao mesmo tempo, deve ser eficiente ao informar ao Google do que se trata o texto. Para isso, a keyword deve estar presente e, de preferência, no início.
  • Escreva de modo prático e coloquial. Sempre presuma que o leitor tem pouca paciência e tempo. Parágrafos de 1-3 linhas são preferíveis.
  • Tente começar a primeira frase do texto com a Keyword.
  • NUNCA faça links para outros sites na sua introdução.
  • Coloque todas as Keywords na introdução da forma mais natural possível para que não pareça forçado.

Desenvolvimento

  • Divida os tópicos usando a tag H2 e os sub-tópicos com H3. Essa formatação não só deixa o texto mais claro para o leitor, como também para os mecanismos de busca.
  • Repita a Keyword em, pelo menos, um sub-título.
  • Faça o maior número de links internos possíveis sem que pareça que você está desesperado. Já para os links externos, em textos bem grandes, o ideal é algo em torno de 5. Não esqueça que todos estes links devem ser de sites confiáveis. Caso o texto seja menor, é bom usar links externos com moderação.
  • Não esqueça de preencher as informações das imagens antes de postar. Alt text, legenda e título são essenciais. Tente usar pelo menos uma das palavras-chave nas informações de cada imagem.
  • Exemplos são eficientes para ensinar melhor. Procure usá-los nos tópicos mais complicados. Imagens são ótimos artifícios para ajudar numa explicação.
  • É recomendável que você faça pelo menos 5 sub-títulos, mas, se o texto for pequeno, é melhor criar menos sub-títulos do que deixar tópicos com quase nenhum conteúdo.
  • Citações são boas para quebrar a monotonia de um post. Tente colocar uma ou duas, mas não exagere. O texto ainda é seu e deve ter a cara da sua empresa.
  • Gráficos mostram que seu conteúdo tem fundamento. Use sempre que possível.

Conclusão

  • Faça um call to action para uma landing Page. Esse é o momento que o leitor tem que ser direcionado para outro lugar e, de preferência, que seja para fazer algo que beneficie a empresa.
  • Após fazer o CTA você pode indicar outros posts relacionados ao conteúdo e convidar o leitor a comentar no post.

Informações extras

  • NUNCA ESQUEÇA DA METADESCRIÇÃO
  • Vídeos estão cada vez mais populares. Tente introduzir um no texto. De preferência um de sua autoria. Uma boa prática é usar o conteúdo do post e criar um vídeo para o Youtube. Assim você coloca seu conteúdo em mais de uma plataforma e ainda oferece no seu post a opção de vídeo.
  • Outra prática que está ficando cada vez mais comum é oferecer uma versão em áudio do post.
  • A keyword deve ser repetida em torno de 1 e 2% do número total de palavras no texto.

Qualidade do conteúdo

A qualidade do conteúdo evita que o bounce rate (taxa de rejeição), métrica que analisa o arrependimento do leitor em clicar num link, suba e prejudique a autoridade de seu site.

Quando o usuário faz uma pesquisa e clica em um link, mas o conteúdo do site não o agrada, ele retorna ao Google. Quando o mesmo clica no resultado seguinte o seu site será prejudicado e o outro, que conseguiu agradar o usuário, será melhor rankeado.

  1. Imagens e vídeos influenciam?

Cada vez mais o Google e outros buscadores de Internet vêm valorizando conteúdo nesses formatos. Mas será que eles influenciam em como seu texto é indexado?

No caso das imagens a resposta é afirmativa. Imagens influenciam na indexação do post no ranking normal, além de serem exibidas na pesquisa de imagens.

Já na questão dos vídeos é oficial que o Google valoriza conteúdo do Youtube, mas não existe confirmação que este conteúdo dentro de um texto o faça rankear melhor. Mesmo assim, ainda existe a possibilidade que isso possa acontecer no futuro.

De qualquer forma, usar vídeos é recomendável, mesmo que seja como ferramenta para deixar o post mais descontraído.

Mantenha-se informado para saber qual a nova ferramenta ou técnica que o Google pode lançar no futuro próximo. Ser um early adopter faz a diferença quando se trata de estratégia SEO.

  1. A url do post é importante?

A url do post pode parecer algo sem muita influência, mas é de extrema importância para sua estratégia SEO obter sucesso.

Dois pontos são importantes para entender a importância da url: Indexação e rankings dos buscadores

Urls ajudam na indexação pois também são analisados pela relação com o conteúdo. A presença da keyword é extremamente importante neste processo.

Uma url simples e que use a palavra-chave é algo essencial para que o post seja bem indexado.

Já para o ranking do Google, após a indexação, é necessário que seu post permaneça no buscador. Se você mudar a url o que pode acontecer é o usuário entrar numa página de erro e ter que voltar para o buscador. O resultado é o mesmo que acontece com conteúdo ruim: queda no ranking, que pode afetar seu site como um todo.

Além disso, a maioria dos usuários vindos dos buscadores não continuariam no seu site. Dificilmente o seu post com a nova url teria o mesmo sucesso de antes.

Não mude a url dos seus posts esperando algum milagre acontecer. Mesmo que a url tenha algum erro, depois que for indexada pelo Google é melhor deixar como está.

  1. O que é o RankBrain?

RankBrain é uma ferramenta do Google que ajuda a definir a posição dos sites no ranking das pesquisas. De acordo com os especialistas da área, se o RankBrain não te acha relevante, é como se você não fosse.

RankBrain é o Batman da Internet: se você faz algo de errado ele vem sem aviso e te pega. Só que o resultado só é visto nas pesquisas.

Nunca tente fazer um texto aleatório e entupir de keywords que não tem a ver com o conteúdo. O RankBrain pode te punir e não ter a ajuda do Google pode ser até uma sentença de morte para uma empresa.

RankBrain não é responsável por banimentos ou coisas do tipo, mas, como os outros conteúdos seriam preferidos, é quase o mesmo. A ferramenta favorece a qualidade!

O RankBrain pode ser um tanto problemático porque o Google mantém os detalhes da ferramenta em segredo. A dica deste tópico é criar conteúdo realmente relevante para o assunto, sem tentar entupir de keywords aleatórias.

Siga as dicas deste post e você não deverá ter problemas. É melhor comportar=se do que levar um puxão de orelha, não é mesmo?

  1. Quais as métricas eficientes para minha estratégia SEO?

Métricas são, de forma resumida, cálculos que medem a eficiência de seus esforços de marketing.

Elas são usadas para analisar seus resultados para que você possa mantê-los ou melhorá-los.

Agora vamos falar das mais importantes.

  1. Bounce rate

Bounce rate é uma métrica que é utilizada pelo Google para estipular a qualidade do seu conteúdo. Se seu conteúdo for bom o usuário fica na sua página. Se for conteúdo ruim ele voltará para a pesquisa do Google procurando um resultado melhor.

O resultado disso é que o Google pode rebaixar seu site no ranking, o que vai fazer com que cada vez menos pessoas vejam seu site.

Uma tragédia para quem precisa do site para conseguir clientes.

  1. Volume de buscas

Quanto maior o volume de buscas, maior a atratividade.

É bom que você fique de olho no que as pessoas pesquisam para saber se vale a pena investir na Keyword relacionada a essa pesquisa.

O SEMrush é uma boa ferramenta para saber mais sobre os hábitos dos usuários do Google. Os dados são atualizados mensalmente, então não vão ser eficientes para assuntos que ganharam relevância recentemente.

  1. Tendência de buscas

Vez ou outra um assunto fica popular e o volume de conteúdo de qualidade sobre o assunto é menor do que outros temas populares.

Você deve ficar atento a esse tipo de pesquisa porque é mais fácil rankear quando existe pouco conteúdo sobre o assunto. Basta você conseguir escrever e ser indexado antes que a tendência gere um aumento de conteúdo sendo produzido para suprir a procura.

Fique de olho no Google Trends para ter uma ideia sobre o que vale a pena escrever.

  1. Densidade de palavra-chave

Esse item muda a perspetivava desta lista. Em vez de tratar de como os usuários usam buscadores, este fala de algo que você tem controle.

A taxa de densidade da Keyword precisa flutuar entre 0.5% e 2.5%. Menos ou mais do que isso pode ser um problema para o seu conteúdo. Essa taxa chegava a ser de 4.5%, mas o padrão mudou para melhorar a leitura.

Uma ferramenta que é referência nessa métrica é o Yoast SEO. Se você usa WordPress esse é um plugin obrigatório.

  1. O que é Link Building?

Link building é a prática de conseguir links que apontem para um site e, assim, aumentar a autoridade do site perante buscadores.

Por muito tempo os buscadores usaram a quantidade de links atrelado a um site. Era a única métrica usada. Hoje em dia esta métrica ainda é importante, mas agora divide espaço com diversos fatores.

Mas a quantidade não é tudo. A qualidade do site que direciona um link para o seu site é ainda mais importante.

Link bulding pode ser feito através de guest post ou entrando em contato com o administrador do site e, simplesmente, pedindo.

Obviamente existem mais fatores envolvidos nesse pedido. Você pode oferecer ajuda para um post em troca de ajuda em um dos seus.

Já para guest post, o ideal é só fazer em um número não muito grande de sites porque o Google já declarou que o excesso pode ser classificado como Spam.

Outra forma que alguns usam é criar sites e blogs sobre uma keyword que você quer usar. Assim você coloca um conteúdo qualquer e linka para seu site. A prática não parece muito correta e, com o avanço dos algoritmos dos buscadores, não se sabe até quando vai passar despercebida.

  1. O que é um sitemap?

A palavra faz parecer que é uma coisa complicada, mas, na verdade, é uma das coisas mais simples desta lista. Dependendo de como você criou seu site,  existem diversas maneiras de criar um sitemap e submeter ao Google e outros buscadores em poucos passos.

Mas, primeiro, o que é um sitemap? Sitemaps são arquivos que carregam detalhes sobre a estrutura organizacional do seu site. Basicamente dizem onde cada coisa está. A função é deixar o trabalho do Google bot mais rápido e eficiente, agilizando a indexação do seu conteúdo.

Você cria o arquivo e depois faz o upload no buscador. Simples assim.

Existem várias ferramentas que criam o sitemap em apenas alguns cliques. No tópico a seguir indicaremos algumas delas.

  1. Ferramentas SEO mais populares

A lista não vai ser muito grande porque preferimos indicar apenas as ferramentas que são absolutamente indispensáveis para a sua estratégia SEO. Metade delas já foi mencionada, mas preferimos separar nesse tópico para ficar mais fácil para você.

Confira as ferramentas e o que elas fazem:

O ideal é você pesquisar cada uma, pois todas as ferramentas são úteis.

  1. Experiência do usuário

Quando você faz uma pesquisa e clica num resultado você lê o conteúdo todo para ter uma ideia ou você dá meia volta e procura um conteúdo mais simples?

A não ser que você goste muito de ler textos complicados sem razão particular, você escolherá a segunda opção. Por quê? Porque a primeira impressão é a que fica e não a segunda ou terceira.

Se seu site não for atrativo, ou mesmo demorar a carregar, o cliente procura o que ele quer em outro lugar. Simples assim.

Não espere muito do usuário, ofereça o que ele precisa de maneira simples.

Um texto simples de parágrafos curtos e com imagens explicativas é o suficiente para tirar a curiosidade do leitor.

Tempo de carregamento do site

Tempo pode até não ser dinheiro, mas quem está procurando resolver um problema, ou mesmo procurando diversão, não tem muita paciência para esperar um site carregar.

Com o avanço da tecnologia e da competitividade online é sempre bom estar a frente para evitar que o leitor desista do conteúdo. Perder um cliente por causa de alguns segundos de carregamento a mais do que a concorrência?

Parece bobagem? Dados da Borland Silk Performer mostram que após 3 segundos de espera 40% dos usuários desistem de abrir um site.

Cada segundo conta!

Valorize o mobile

Se você deixa o mobile em segundo plano pare para rever seus conceitos porque eles estão muito errados.

Só para se ter uma ideia, Existem mais pessoas com smartphones do que computadores. Estar preparado para este público é essencial.

A versão para smartphone do seu site deve ser fácil de usar para o seu publico-alvo. Dê preferência para o design responsivo, que é o que muda conforme o dispositivo.

Preciso fazer um curso de SEO?

Nem todo profissional da área fez curso e nem todo mundo que fez curso é bom profissional.

Se você for empresário ou trabalhar na área de marketing de uma empresa, as leituras básicas, como esse post, podem te fazer entender tudo que você realmente vai utilizar.

Se você for um aspirante a profissional da área muita leitura é necessária e cursos básicos têm preços baixos. Um curso que você pode fazer para aprender sobre estratégia SEO gratuitamente é o da Hubspot Academy.

Uma última dica?

Revise seu trabalho constantemente!

Além do aparecimento de novas técnicas, o Google e os outros buscadores não costumam deixar seus algoritmos parados por muito tempo. Saiba o que o mercado está oferecendo e também o que o Google está exigindo dos criadores de conteúdo para melhorar sua estratégia SEO.

Gostou do post? Conseguimos responder a sua dúvida? Então deixe um comentário falando o que você achou!

Não esqueça de ler os nossos outros posts.

Laisser un commentaire

Votre adresse e-mail ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *